IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA REALIZOU BATIZADOS NO ÚLTIMO FINAL DE SEMANA

Mais informações »

PSDB, PSB e PP receberam propina, denuncia Youssef

Ciro Nogueira e Eduardo da Fonte são acusados de receber propina da Queiroz Galvão O doleiro Alberto Youssef afirmou, em depoimentos na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que integrantes do PSDB, PP e PSB receberam propinas em contratos da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. De acordo com Youssef, teriam recebido subornos o senador Ciro Nogueira (PP-PI),o deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE), o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto em agosto, e o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra, morto em março de 2014. O doleiro relatou que Nogueira e Fonte receberam os recursos entre 2010 e 2011. A propina teria sido paga pela construtora Queiroz Galvão em um contrato para implantação de tubovias em Abreu e Lima. Além disso, Youssef informou que a propina foi negociada antes da assinatura do contrato da obra. Participaram da reunião um representante da construtora Queiroz Galvão, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, o então presidente do PP, José Janene, morto em 2010, o ex-assessor do PP João Genu e Youssef. O pagamento teria sido coordenado por Fernando Soares, o Baiano. Ele também está preso na Operação Lava Jato. Parte da propina, no valor de R$ 10 milhões, seria destinada a impedir a realização da CPI da Petrobras. Um dos beneficiários deste montate, segundo Youssef, foi o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra. O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos também teria recebido, entre 2010 e 2011, R$ 10 milhões em propina para não dificultar as obras em Abreu e Lima. Os valores teriam sido pagos em contrato do consórcio Conest, formado pelas empreiteiras Odebrecht e OAS. FONTE; Folha de S. Paulo“
Mais informações »

http://streaming20.brlogic.com/players/599/realplayer
Mais informações »

Mais informações »

PROGRAMA RÁDIO PREFEITURA

VAMOS OUVIR O PRIMEIRO PROGRAMA RÁDIO PREFEITURA EDIÇÃO 2015 QUE NESTA SEMANA TRAZ O DISCURSO DO PREFEITURA VALNIO MUNIZ NA REABERTURA DOS TRABALHOS DA CASA LEGISLATIVA.https://soundcloud.com/gabriel…/programa-r-dio-prefeitura-92
Mais informações »

Novo estudo indica que maconha pode ser eficaz contra depressão



Pesquisas sugerem que a cannabis pode ser uma opção de tratamento promissora para vários problemas físicos de médicos, do transtorno do estresse pós-traumático adores crônicas. Um estudo divulgado esta semana sugere que a depressão pode ser incluída na lista.


Por Redação | Brasil Post

Neurocientistas do Centro de Pesquisas de Vício da Universidade de Buffalo descobriram que os endocanabinoides – compostos químicos do cérebro que ativam os mesmos receptores que o THC, um composto ativo da maconha – podem ajudar no tratamento da depressão resultante de estresse crônico.
Em estudos com ratos, os pesquisadores descobriram que o estresse crônico reduz a produção de endocanabinoides.
Eles afetam nossa cognição, emoção e comportamento e foram associados à diminuição de dor e ansiedade, ao aumento do apetite e à sensação geral de bem-estar.
O corpo produz naturalmente esses compostos, similares aos encontrados na maconha.
A redução da produção de endocanabinoides pode ser uma razão pela qual o estresse crônico é um grande fator de risco no desenvolvimento da depressão.
Os pesquisadores ministraram canabinoides aos ratos e descobriram que eles são uma maneira eficaz de reequilibrar os níveis de endocanabinoides no cérebro – possivelmente, portanto, aliviando alguns sintomas da depressão.
Os pesquisadores ministraram canabinoides aos ratos e descobriram que eles são uma maneira eficaz de reequilibrar os níveis de endocanabinoides no cérebro – possivelmente, portanto, aliviando alguns sintomas da depressão.
“Usando compostos derivados da cannabis – maconha – para restaurar a função endocanabinoide normal pode potencialmente ajudar na estabilização do humor e aliviar a depressão”, disse o autor do estudo, Samir Haj-Dahmane, em um comunicado de imprensa.
Pesquisas recentes sobre o efeito da maconha no tratamento de transtorno do estresse pós-traumático (TEPT) amparam as descobertas dos neurocientistas de Buffalo, pois ambos os problemas envolvem a maneira como o cérebro responde ao estresse.
Um estudo publicado no ano passado na revista Neuropsychopharmacology, por exemplo, descobriu que canabinoides sintéticos provocam mudanças em áreas do cérebro associadas a memórias traumáticas em ratos, evitando alguns dos sintomas comportamentais e fisiológicos do TEPT.
Outro estudo do ano passado descobriu que pacientes que fumaram maconha apresentaram uma redução de 75% nos sintomas de TEPT.
Entretanto, é importante notar que a relação entre maconha e depressão é complexa. Pesquisas sugerem que o uso regular e intenso de maconha pode representar risco de depressão, apesar de não haver uma relação causal comprovada.
São necessários mais estudos para determinar se e como a maconha pode ser usada em contexto clínico para o tratamento de pacientes com depressão.

Mais informações »

STF decide que o Congresso não pode investigar o trensalão tucano


Em mais uma decisão imoral do Supremo Tribunal Federal, a ministra Rosa Weber concedeu limitar, na calada da noite, aos parlamentares de oposição (PSDB/DEM/PPS), que pediam que o escândalo PSDB-Siemens-Alstom ficasse de fora da CPI. 


Por Redação, com informações da Agência Brasil
 Rosa Weber atendeu a pedido da oposição e rejeitou ação dos governistas, que propuseram investigações também nos contratos dos metrôs de São Paulo e do Distrito Federal, supostas irregularidades no Porto de Suape (PE) e suspeitas de fraudes em convênios com recursos da União, além das denúncias sobre a Petrobras.
A decisão foi tomada pela ministra ao analisar dois mandados de segurança. No primeiro, parlamentares da oposição queriam garantir a instalação de uma CPI no Senado para investigar exclusivamente denúncias envolvendo a Petrobras. Para eles, a comissão não pode investigar vários temas diferentes ao mesmo tempo.
Rosa Weber é aquela ministra que disse que condenaria o José Dirceu, mesmo sem ter provas.
Governistas também entraram com mandado de segurança, pedindo uma definição da Corte sobre o que é “fato determinado” para criação de CPI. O mandado foi protocolado pela senadora Ana Rita (PT-ES), que pediu uma definição do STF sobre o tema, para que não pairem dúvidas sobre a matéria. De acordo com a senadora, o mandado tem por objetivo esclarecer uma questão de ordem da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) sobre o pedido de criação de CPI feito pela oposição, com quatro “fatos determinados”.
O impasse sobre a criação da comissão ficou em torno de dois requerimentos para criação de CPIs, apresentados ao Senado. O primeiro, pelos partidos de oposição, que pedem a investigação de denúncias envolvendo a Petrobras como a compra da Refinaria de Pasadena (EUA); o segundo, apresentado por partidos da base governista, mais abrangente, que propõe investigações também nos contratos dos metrôs de São Paulo e do Distrito Federal, supostas irregularidades no porto de Suape (PE) e suspeitas de fraudes em convênios com recursos da União, além das denúncias sobre a Petrobras.
O posicionamento de Rosa Weber vale até decisão final do plenário.
FONTE: M PORTAL
Mais informações »

Gilmar Mendes recebeu propina do mensalão tucano


Reportagem da revista CartaCapital faz uma denúncia gravíssima, aonde traz documentos inéditos sobre a contabilidade do chamado “valerioduto tucano”, que ocorreu durante a campanha de reeleição do então governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998. A matéria, assinada pelo repórter Leandro Fortes, mostra que receberam volumosas quantias do esquema, supostamente ilegal, personalidades do mundo político e do judiciário, além de empresas de comunicação, como a Editora Abril, que edita a Revista Veja.

Estão na lista o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), os ex-senadores Artur Virgílio (PSDB-AM), Jorge Bornhausen (DEM-SC), Heráclito Fortes (DEM-PI) e Antero Paes de Barros (PSDB-MT), e José Agripino Maia (DEM-RN), o governador Marconi Perillo (PSDB-GO) e os ex-governadores Joaquim Roriz (PMDB) e José Roberto Arruda (ex-DEM), ambos do Distrito Federal, entre outros. Também aparecem figuras de ponta do processo de privatização dos anos FHC, como Elena Landau, Luiz Carlos Mendonça de Barros e José Pimenta da Veiga.

Os documentos, com declarações, planilhas de pagamento e recibos comprobatórios, foram entregues à Superintendência da Polícia Federal em Minas Gerais. Estão todos com assinatura reconhecida em cartório do empresário Marcos Valério de Souza – que anos mais tarde apareceria como operador de esquema parecido envolvendo o PT, o suposto “mensalão”.

A papelada chegou às mãos da PF por meio do criminalista Dino Miraglia Filho – advogado da família da modelo Cristiana Aparecida Ferreira, que seria ligada ao esquema e foi assassinada em um flat de Belo Horizonte em agosto de 2000. Segundo a revista, Gilmar Mendes teria recebido R$ 185 mil do esquema. Fernando Henrique Cardoso, em parceria com o filho Paulo Henrique Cardoso, R$ 573 mil. A Editora Abril, quase R$ 50 mil.

Gilmar Ferreira Mendes (Diamantino, 30 de dezembro de 1955) é um ex-advogado, professor, magistrado e jurista brasileiro.

Foi Advogado-Geral da União no Governo Fernando Henrique Cardoso (FHC), sendo empossado ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) em 20 de junho de 2002, por indicação do então Presidente da República do Brasil. Foi presidente do STF de 2008 a 2010.Em 2015 ele se aposenta, e termina sua carreira de forma melancólica, e cercado por denúncias de corrupção, veiculados por diversos meios de comunicação do país.

Em matéria de 2012, Carta Capital veiculou diversas denúncias contra Gilmar Mendes. Nela, Mendes é acusado de sonegação fiscal, de ter viajado em aviões cedidos pelo ex-senador Demóstenes Torres, de intervir em julgamentos em favor de José Serra, de nepotismo, e testemunho falso ao relatar uma chantagem do ex-presidente Lula para que adiasse o processo do Mensalão para depois das eleições municipais de 2012. A revista repercute acusações de certos movimentos sociais[quem?] dele ser o "líder da oposição", de estar destruindo o judiciário e de servir a interesses de grandes proprietários. Mendes porém volta a afirmar não ser o líder da oposição.

No dia 31 de maio de 2012, o PSOL protocolou uma representação na Procuradoria Geral da República contra o ministro Gilmar Mendes questionando a conduta do magistrado em relação às denúncias de que teria sofrido pressão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar o julgamento do mensalão. A representação se encontra em curso.

Em setembro de 2010, a reportagem da Folha de S. Paulo presenciou uma ligação de José Serra para Gilmar Mendes. Segundo o jornal, José Serra teria ligado para Gilmar Mendes para pedir o adiamento de uma votação sobre a obrigatoriedade de dois documentos para votar (julgamento de ADI pedida pelo Partido dos Trabalhadores). Gilmar Mendes foi acusado de nepotismo por[quem?]. Em março de 2012, a Folha de S. Paulo revelou que a enteada do ministro Gilmar Mendes é assessora do senador Demóstenes Torres. Segundo a Folha, especialistas afirmaram que o caso poderia ser discutido no âmbito da regra antinepotismo porque súmula do STF impede a nomeação para cargos de confiança de parentes de autoridades dentro da "mesma pessoa jurídica".

Em uma conversa entre o senador Demóstenes Torres e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, gravada pela Polícia Federal durante a Operação Monte Carlo, o parlamentar afirma a Cachoeira ter obtido favores junto ao ministro Gilmar Mendes para levar ao STF uma ação envolvendo a Companhia Energética de Goiás (Celg). Considerada a "caixa preta" do governo de Goiás, a Celg estava imersa em dívidas que somavam cerca de R$ 6 bilhões. Segundo reportagem do Estadão, Demóstenes disse a Cachoeira que Gilmar Mendes conseguiria abater cerca de metade do valor com uma decisão judicial, tendo "trabalhado ao lado do ministro para consegui-lo". O ministro Gilmar Mendes também foi acusado por Carta Maior - O portal da esquerda de ter relações com o contraventor Carlinhos Cachoeira e seu amigo Demóstenes Torres. O ministro porém negou ter viajado em avião de Cachoeira e apresentou documentos que, segundo ele mesmo, desmentem tais acusações.


O ministro foi acusado em abril de 2011 pelo seu ex-sócio e ex-procurador-geral da República Inocêncio Mártires Coelho por desfalque e sonegação fiscal. Mendes recebeu, a seu favor, um parecer assinado pelo advogado-Geral da União, Luís Inácio Adams, o qual valida o despejo de Mártires Coelho do cargo de gestor do IDP. O denunciante deu o processo por encerrado em troca da quantia de R$ 8 milhões.


Paulo Lacerda, ex-diretor da Policia Federal e da Abin, envolvido no escândalo dos grampos da Operação Satiagraha, foi acusado por Gilmar Mendes de estar "assessorando" o ex-presidente Lula. Lacerda afirmou que se Mendes de fato disse isso, esta seria uma informação "leviana, irresponsável e mentirosa". A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) manifestou solidariedade a Paulo Lacerda. Nem o grampo, nem o áudio do alegado grampo, jamais foram encontrados pela Polícia Federal, que arquivou o inquérito que apurava referidas alegações.


Em 2012 o Estado de São Paulo veiculou a informação de que Gilmar Mendes representou à Polícia Federal para "abertura de investigação contra a Wikipédia" no Brasil, por considerar que o verbete estaria "distorcido", acreditando que não deve haver referência à matéria de Carta Capital. Segundo o Ministro "o verbete deve ser estritamente informativo sobre o biografado, sem absorver avaliações de terceiros ou denúncias jornalísticas".

Em 2010 o Ministro Gilmar Mendes, representado por advogados do IDP, teve o seu pedido de indenização por danos morais contra a revista Carta Capital negado pela juíza Adriana Sachsida Garcia, da 34ª Vara Cível de São Paulo. Segundo a juíza "se os fatos não são mentirosos, não vejo fundamento jurídico para coibir o livre exercício do questionamento e da crítica pela imprensa. Ainda que daí possa decorrer 'efeito colateral' em desfavor do autor."
 
 

Mais informações »

ESCOLAS DA ZONA RURAL ESTÃO SENDO REFORMADAS

PENSANDO EM DAR MELHOR QUALIDADE DE ENSINO AOS ALUNOS DA  ZONA RURAL O PREFEITO VALNIO MUNIZ FORMOU UMA EQUIPE ESPECIAL PARA CONCRETIZAR  REFORMAS  NAS DIVERSAS REGIÕES DO NOSSO MUNICÍPIO.
NAS ESCOLAS SÃO REALIZADOS PEQUENOS REPAROS NA PARTE ELÉTRICA, HIDRÁULICA, TELHADO, MOVEIS E LIMPEZA DA PARTE EXTERNA, ALÉM DA PINTURA.
SERÃO BENEFICIADAS TODAS AS ESCOLAS DA ZONA RURAL: ÁGUA PRETA, ITAQUARA, MONTE ALTO, SERRA DO TEIMOSO, SERRA VERDE E DEMAIS.
AS FOTOS ABAIXO MOSTRAM ESTE SERVIÇO SENDO REALIZADO NA GRUTA ENCANTADA.





Mais informações »

Verdinho Itabuna: Câmara aprova projeto que criminaliza venda de beb...

Verdinho Itabuna: Câmara aprova projeto que criminaliza venda de beb...: A Câmara dos Deputados aprovou, há pouco, projeto de lei do Senado, que tipifica como crime a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 a...
Mais informações »

JUSSARI ESTÁ COM O NOME LIMPO: RECEBEU CERTIDÃO DO INSS

DEPOIS  DE 14 ANOS SEM ESTE DIREITO,  SÓ AGORA O MUNICÍPIO DE JUSSARI VOLTOU A RECEBER CERTIDÃO DO INSS.  A ÚLTIMA FOI EXPEDIDA  NO ANO DE 2000.
DIVERSAS SITUAÇÕES  CRIADOS PELAS GESTÕES ANTERIORES LEVOU A ESTES PROBLEMAS, OBRIGANDO O PREFEITO VALNIO MUNIZ ENTRAR NA JUSTIÇA CONTRA OS EX-PREFEITOS, FORAM MAIS DE 15 AÇÕES PARA TIRAR JUSSARI DA INADIMPÊNCIA EVITANDO DE JUSSARI FICAR IMPEDIDO DE PLEITEAR VÁRIOS RECURSOS.
MUNICÍPIO FICAR INADIMPLENTE É O MESMO QUE ALGUÉM FICAR COM O CPF SUJO PORQUE NÃO PAGOU ALGUMA DÍVIDA FINANCEIRA.
NORMALMENTE AO BUSCAR BENEFÍCIOS  O PREFEITO DEVE APRESENTAR A CERTIDÃO DE REGULARIDADE DA SECRETARIA DA FAZENDA PARA QUE POSSA GARANTIR PROJETOS.
POR NÃO TER ESTE DOCUMENTO JUSSARI  PERDEU  MUITO, DEIXOU DE RECEBER MUITOS BENEFÍCIOS QUE PODERIA CONTRIBUIR PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA DA NOSSA POPULAÇÃO.


Mais informações »

Verdinho Itabuna: Uma pílula antes e outra depois do sexo podem evit...

Verdinho Itabuna: Uma pílula antes e outra depois do sexo podem evit...: O antirretroviral Truvada, tomado antes e depois do sexo sem proteção, reduz o risco de transmissão do vírus HIV entre homens homossexuais ...
Mais informações »

PREFEITO PARTICIPOU DE ABERTURA DOS TRABALHOS DA CÂMARA DE VEREADORES

O PREFEITO VALNIO MUNIZ ESTEVE PRESENTE NA SESSÃO DE REABERTURA DOS TRABALHOS DA CÂMARA DE VEREADORES  NESTA TERÇA-FEIRA POR VOLTA DAS VINTE HORAS COM A PRESENÇA DO PRESIDENTE O VEREADOR GIDEON CARVALHO, O PRIMEIRO SECRETÁRIO VEREADOR ERISVALDO MORAIS, O SEGUNDO SECRETÁRIO O VEREADOR JESSÉ BISPO, O VICE-PRESIDENTE O VEREADOR PAULO SOARES E OS VEREADORES ANTONIO BASTOS MUNIZ ( PT ), NARBAL ( PP ), GAL ( DEM ),  ORLEANS ( PP),  
ALÉM DE SER TRANSMITIDA PARA TODO O MUNICIPIO PELO JUSSARI FM ( CIDADE DE JUSSARI, DISTRITO DE AREIA BRANCA E ZONA RURAL ), ESTIVERAM PRESENTES SECRETÁRIOS E DEMAIS CARGOS COMISSIONADOS, O CHEFE DO COMANDO ( SARGENTO MACENA ) E ASSESSORIA JURIDICA.                                                                                                                                                                                                


APÓS OS VEREADORES UTILIZAREM DA PALAVRA NO PEQUENO EXPEDIENTE, CHEGOU A VEZ DO PREFEITO QUE TRATOU DE TEMAS COMO SAÚDE, EDUCAÇÃO, HABITAÇÃO, AUDIÊNCIAS COMO O COMANDO DA POLICIA MILITAR PARA TRATAR DA SEGURANÇA, BANCO DO BRASIL E DO BRADESCO PARA DISCUTIR OS SERVIÇOS PRESTADO.
VALNIO TRATOU DA POSSIBILIDADE E UMA BA LIGANDO JUSSARI A ITAJU DO COLÔNIO E A IMPLANTAÇÃO DA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA.
SOLICITAÇÃO AOS VEREADORES , APOIO PARA APROVAÇÃO DOS PROJETOS DE PARCERIA DA PREFEITURA COM OS PRODUTORES RURAIS E RECURSOS DO DESENBAHIA VALOR DE HUM MILHÃO,  DUZENTOS E TRINTA MIL PARA CALÇAMENTO NOS BAIRROS CAJAZEIRAS, LEONEL BATISTA, PAPARAIBA, AGENOR BARRETO E VALDENOR CORDEIRO.


Mais informações »

Em meio a brigas, Lula é aclamado em ato pela Petrobrás no Rio

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva é a estrela da manifestação organizada pela Confederação Única dos Trabalhadores (CUT) e Federação Única dos Petroleiros (FUP) em defesa da Petrobrás. 
 
 
Por Redação | Estadão Conteúdo


Agendado para às 18h, o evento teve clima de tensão e várias brigas entre sindicalistas e pessoas contrárias ao PT antes mesmo de começar, na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no centro do Rio de Janeiro. O ex-presidente chegou ao prédio escoltado por policiais e não falou com a imprensa.
Este é o primeiro ato em que Lula participa em defesa do governo desde que deu sinais de reaproximação com presidente da República, Dilma Rousseff. Os dois se encontraram no último dia 12, em São Paulo, depois de sucessivas derrotas do governo no Congresso e da crise da Petrobrás ganhar ainda mais força. Os dois estavam havia mais de dois meses sem conversar pessoalmente.
Na chegada de Lula ao auditório lotado da ABI, onde ocorre o ato, o ex-presidente foi aclamado. Os presentes gritaram “Lula guerreiro do povo brasileiro” e “Lula sai do chão, o petróleo é do povão”. Contudo, ele ainda não se pronunciou no ato.
Além do ex-presidente, representantes sindicalistas, artistas e políticos do PT compareceram ao ato. O líder do Movimento dos Sem-Terra (MST) João Pedro Stédile, e o presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, também subiram ao palco. A manifestação começou com a entoação do Hino Nacional e um minuto de silêncio em memória a vítimas de acidentes de trabalho.
Mais informações »

Verdinho Itabuna: Homossexual pode pedir pensão alimentícia após sep...

Verdinho Itabuna: Homossexual pode pedir pensão alimentícia após sep...: O STJ (Superior Tribunal de Justiça) julga no dia 3 se um dos parceiros de união homoafetiva pode pedir ao outro pensão alimentícia depois ...
Mais informações »

ESPOSA DO JUIZ DA LAVA JATO É LIGADA AO PSDB



 Fabiano Portilho, JornalI9

O nome de Rosângela Wolff de Quadros Moro passaria despercebido se não fosse por um detalhe o sobrenome “Moro”. Rosângela é esposa de Sérgio Fernando Moro, o Juiz responsável pela Operação Lava Jato, apontado por diversos juristas de nome e renome como o “Rei dos Vazamentos” mas só quando os depoimentos citam alguém do PT e PMDB.

A senhora Moro é assessora jurídica de Flávio José Arns, Vice do Governador do Paraná, Beto Richa (PSDB). Flávio Arns, é Sobrinho de Zilda Arns e de Dom Paulo Evaristo Arns. Zilda é fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança, e Dom Evaristo, arcebispo-emérito de São Paulo. O Vice-Governador do Paraná Iniciou a carreira política quando se candidatou a deputado federal pelo PSDB, logrando êxito, e sendo reeleito por três vezes seguidas. Em 2001, deixou o PSDB e filiou-se ao PT. Em 2002, foi eleito senador, e em 2006 concorreu ao governo do Paraná, obtendo o terceiro lugar com 9,3% dos votos.

Em 19 de agosto de 2009, anunciou que se desligaria do PT, por não concordar com a maneira como o partido tratou as denúncias contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Arns voltou, em 2009, junto com o senador Expedito Júnior (PR-RO), para o PSDB. Nas eleições de 2010, foi candidato a vice-governador do Paraná na chapa encabeçada por Beto Richa, chapa esta vitoriosa no pleito de 3 de outubro de 2010, em primeiro turno.



Flavio Arns é conhecido por defender os direitos dos deficientes físicos e mentais, em especial dos autistas, foi defendendo essa bandeira que conheceu Rosângela Moro, que logo depois assumiu como Procuradora Jurídica das APAEs no Paraná. A senhora Moro chega a representar em Comissão na Câmara Federal, o Vice de Beto Richa (PSDB).
Acompanhe.

Rosângela Moro faz parte do escritório de Advocacia Zucolotto Associados em Maringá. O escritório defende várias empresas do Ramo do Petróleo, como: INGRAX com sede no Rio de Janeiro, Helix da Shell Oil Company, subsidiária nos Estados Unidos da Royal Dutch Shell, uma multinacional petrolífera de origem anglo-holandesa, que está entre as maiores empresas petrolíferas do mundo. Aproximadamente 22 000 funcionários da Shell trabalham nos Estados Unidos. A sede no país está localizada em Houston, Texas.

Além das empresas do Ramo de Petróleo, o escritório presta serviços para empresas de Farmácias e Clínicas Médicas. Uma em especial chamou a atenção, tirando as empresas do ramo de Petróleo. A Paranaense Perkons, empresa investigada pelo MPF por comandar a Máfia dos Radares no Sul do país, e nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal.



O elo de Rosângela Moro com o PSDB é tão visível que ela acompanha todos os trabalhos de Eduardo Barbosa de Minas Gerais, Vice-Líder do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) na Câmara dos Deputados, chegando á segui-lo na Rede Social. Assim como a senhora Moro, EB presidiu a Federação das Apaes de Minas Gerais, foi também Presidente da Federação Nacional das Apaes (Fenapaes).



Coração Tucano da Família
O slogan Taca lhe pau ficou conhecido em todo o País, como “Grito de Guerra Tucano”, como “Taca-lhe Pau Aécio”….

Mais informações »

Vox Populi: FHC foi o governo mais corrupto do Brasil nos últimos vinte anos


Pesquisa realizada pelo instituto de opinião Vox Populi coloca Lula como líder do ranking no quesito “presidente que mais combateu a corrupção”, com 31% das manifestações favoráveis. Dilma vem em segundo, com 29%.
Na lanterna, ficou FHC, com apenas 11% dos votos. O resultado corrobora a impressão geral de que, durante os mandatos do tucano (1995-2002), a corrupção foi colocada para debaixo do tapete, em boa medida por conta do então procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro.
Nomeado por FHC e por ele mantido no cargo por oito anos, Brindeiro ganhou o apelido de “engavetador-geral da República”, justamente, por não investigar nada contra os tucanos.
Para Coimbra, a mídia evita fazer pesquisas sobre a crise de corrupção na Petrobras. A única conhecida foi realizada pelo instituto Datafolha, no início deste mês, e mereceu do jornal “Folha de S. Paulo” leitura no mínimo “extravagante”, de acordo com o pesquisador. A manchete do jornal foi: “Brasileiro responsabiliza Dilma por caso Petrobras”. No mesmo levantamento, contudo, o dado mais importante era exatamente o ranking de luta contra a corrupção, no qual FHC aparecia por último, atrás de Dilma e Lula.
“Nenhum outro levantamento foi encomendado, como se aquele resolvesse a questão e o resultado bastasse; como se não fosse tão questionável que até a ombudsman do jornal criticaria a despropositada matemática usada pelos editores ao noticiá-la”, estranha Coimbra.
“Feitas as contas, 60% escolheram um governante do PT, enquanto FHC nem sequer atinge um quarto do eleitorado que votou no PSDB, em outubro”, avalia. Aécio Neves teve menos de 51 milhões de votos e a quarta parte disso significa pouco mais de 12,5 milhões de eleitores.
Em contrapartida, a pesquisa indica haver na população a crença de que o maior número de denúncias de corrupção nos governos petistas se deve à autonomia concedida pelos governantes às instâncias de fiscalização do Estado. Tal cenário permitiu que os esquemas fossem descobertos, os integrantes identificados e presos.
A pesquisa ouviu 2,5 mil pessoas entre os dias 5 e 8 de dezembro, em 178 municípios e procurou saber, também, o grau de conhecimento da população sobre o caso de corrupção na Petrobras, revelado pela operação Lava Jato, da Polícia Federal. Os dados indicam que apenas 13% dos entrevistados não tinham ouvido falar das denúncias de irregularidades na empresa.
Ou seja, 86% da população as conhecia, sem variações significativas, segundo os níveis de escolaridade, na análise do Vox Populi. Dos que disseram ter ouvido falar no assunto, 69% acreditam que as irregularidades na Petrobras vêm de antes do PT chegar ao governo federal.


Confira o artigo original no Portal Metrópole: http://www.portalmetropole.com/2015/02/vox-populi-fhc-foi-o-governo-mais.html#ixzz3ScO4v9XY
Mais informações »

Coordenador de Aécio, Agripino Maia é acusado de receber propina

 
O senador Agripino Maia (DEM-RN), coordenador da campanha do candidato à presidência pelo PSDB, Aécio Neves, foi acusado por um empresário do Rio Grande do Norte de receber propina de R$ 1 milhão. O valor teria sido cobrado para aprovação de uma lei que tornaria obrigatório a inspeção veicular no estado.
A informação foi revelada em delação premiada do empresário George Olímpio, do Rio Grande do Norte (RN), ao Ministério Público e veiculada no programa Fantástico, da TV Globo, na noite do último domingo (22).
De acordo com George Olímpio, políticos do estado norte-rio-grandense receberam propina entre 2008 e 2011 para aprovar leis de seu interesse. À época, ele conta que criou o instituto Inspar, dedicado a prestar serviços de cartório ao Departamento de Trânsito do estado (Detran-RN). Esse instituto, segundo o delator, cobrava uma taxa de cada contrato de carro financiado na região, na qual era embutida o valor da propina.
Segundo Olímpio, o pedido de mais de R$ 1 milhão em propina foi feito pelo senador em 2010. Na ocasião, o senador democrata disse ao empresário que tinha informações de que ele havia dado R$ 5 milhões para a campanha do então governador do estado, Iberê Ferreira, e exigiu o mesmo valor.
Ainda de acordo com George Olímpio, no entanto, o pagamento feito para o então governador do estado custou R$ 1 milhão. Assim, Agripino aceitou receber o mesmo valor, que seria pago em três parcelas, de R$ 200 mil, R$ 100 mil e R$ 700 mil.

“Ele disse: Pronto. E ai vai faltar R$ 700 mil para você dar a mesma coisa que deu para a campanha de Iberê”, conta o empresário.
“Para mim, aquilo foi um aviso bastante claro de que ou você participa ou você perde a inspeção. Uma forma muito sutil, mas uma forma de chantagem. R$ 1,150 milhão foram dados em troca de manter a inspeção”, explicou.
Em seu depoimento ao MP, Olímpio afirma que o esquema de registro de veículos foi negociado na casa da então governadora do estado Wilma Faria (PSB), atual vice-prefeita de Natal. O convite para a reunião foi realizado, segundo o empresário, por Lauro Maria, filho de Wilma.
Em 2010, Wilma deixou o cargo para concorrer ao Senado Federal e quem assumiu o posto foi o seu vice, Iberê Ferreira (PSB), falecido em setembro 2014. De acordo com a promotoria, o então governador peessebista também recebeu propina pelo esquema.
Por telefone, o Fantástico falou com o senador José Agripino Maia, que estava em Miami. Na ligação, Agripino afirmou que conheceu George Olímpio e que o empresário “teria ido” a sua casa, em Brasília, “uma vez”. Agripino disse ainda ao Fantástico que o Olímpio esteve também em seu apartamento no Rio Grande do Norte, mas negou ter recebido R$ 1 milhão do empresário.
História antiga – O encontro entre o senador do DEM e o empresário já havia sido relatado em 2012 pelo lobista Alcides Fernandes Barbosa, que estava preso e foi ouvido pelo Ministério Público. À época, seu depoimento ao MP foi revelado com exclusividade pela revista “Carta Capital”.
Na delação, Barbosa afirmou que foi convidado pelo fundador do PSDB, João Faustino Neto, hoje falecido, a participar de um coquetel na casa do senador Agripino Maia. O convite teria sido realizado, segundo o lobista, em virtude da ausência inesperada do Aloysio Nunes (PSDB-SP) e de outra pessoa de nome “Clóvis’.
De acordo com o MP, o outro convidado provavelmente seria o ex-ministro da Casa Civil do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Clóvis Carvalho. Na residência de Agripino Maia, Barbosa afirma que foi levado ao “sótão” onde viu Olímpio prometer o pagamento de R$ 1 milhão para o presidente do DEM.
O repasse ilegal de propina para o senador também foi confirmado em depoimento dado ao MP pelo empreiteiro José Gilmar de Carvalho Lopes, conhecido como Gilmar Montana, em alusão ao nome de sua construtora. Segundo ele, que foi preso em 2011, o repasse milionário de Olímpio para Agripino era “fruto do desvio de recursos públicos” do Detran/RN.

Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações do Fantástico e Carta Capital

Mais informações »

MORRE O PROFESSOR DIEGO NOVAIS

ACIDENTE DE MOTOCICLETA NESTA TARDE DE DOMINGO   TIROU A VIDA DO PROFESSOR DIEGO NOVAIS  QUANDO ESTAVA INDO PARA TEIXEIRA DE FREITAS.
ELE FOI LEVADO AO HOSPITAL DE BASE DE ITABUNA PELO SAMU JÁ  SEM VIDA.
SEGUNDO INFORMAÇÕES DIEGO ESTAVA VINDO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL SANTA CRUZ ENTRE ITABUNA E ILHÉUS ONDE ESTUDAVA, PERDEU O CONTROLE DA MOTOCICLETA,  DERRAPOU NA PISTA  INDO PARAR  EMBAIXO DO PNEU DA CARRETA.
A NOTICIA DEIXOU A COMUNIDADE DE JUSSARI EM ESTADO DE CHOQUE E TRISTEZA.
VÁRIOS DEPOIMENTOS FORAM DADOS NAS REDES SOCIAIS PELOS AMIGOS DO DIEGUINHO COMO ERA CARINHOSAMENTE CHAMADO.

HOJE PELA MANHÃ O CORPO FOI VELADO NA CASA DA FAMÍLIA, A TARDE TRANSLADADO  PARA IGREJA BATISTA E POR VOLTAS DAS 17 HORAS E 30 MINUTOS LEVADO PARA O CEMITÉRIO LOCAL ACOMPANHADO DE UM GRANDE CORTEJO
 
 
Mais informações »

Verdinho Itabuna: Ratinho traz viúva de 'Chaves' ao Brasil para enfr...

Verdinho Itabuna: Ratinho traz viúva de 'Chaves' ao Brasil para enfr...: Guerra à vista na quarta-feira (25) à noite na TV. Ratinho, do SBT, se prepara para enfrentar a volta de Gugu Liberato ao ar, na Record, no...
Mais informações »

Verdinho Itabuna: Ratinho traz viúva de 'Chaves' ao Brasil para enfr...

Verdinho Itabuna: Ratinho traz viúva de 'Chaves' ao Brasil para enfr...: Guerra à vista na quarta-feira (25) à noite na TV. Ratinho, do SBT, se prepara para enfrentar a volta de Gugu Liberato ao ar, na Record, no...
Mais informações »

Verdinho Itabuna: Ratinho traz viúva de 'Chaves' ao Brasil para enfr...

Verdinho Itabuna: Ratinho traz viúva de 'Chaves' ao Brasil para enfr...: Guerra à vista na quarta-feira (25) à noite na TV. Ratinho, do SBT, se prepara para enfrentar a volta de Gugu Liberato ao ar, na Record, no...
Mais informações »

Verdinho Itabuna: TSE nega pedido do PSDB para cassar mandato de Dil...

Verdinho Itabuna: TSE nega pedido do PSDB para cassar mandato de Dil...: A ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), negou pedido feito pelo PSDB para cassar o diploma da presid...
Mais informações »

Verdinho Itabuna: 41 homossexuais assassinados este ano no Brasil

Verdinho Itabuna: 41 homossexuais assassinados este ano no Brasil: Os dados sobre agressões contra lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis, transexuais e transgêneros  (LGBTs), tem sido assusta...
Mais informações »

SE OS PRATICANTES DA CORRUPÇÃO FOSSEM PUNIDOS DESDE O GOVERNO FHC ( PSDB ) ENTRE 1996 E 1997, NÃO CHEGARIA AO PONTO QUE CHEGOU

11:45

Dilma: Se corrupção na Petrobras fosse apurada na origem, entre 96 e 97, cenário hoje seria diferente

“Quem cometeu malfeitos, quem participou de atos de corrupção vai ter de responder por eles. Essa é a regra no Brasil”, enfatizou a presidenta. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.
Em conversa com jornalistas, nesta sexta-feira (20), a presidenta Dilma Rousseff reforçou, ao falar da Petrobras, que há no Brasil um processo de investigação como nunca foi feito antes, cumprindo a regra de que se responda pelos malfeitos cometidos.
“Quem cometeu malfeitos, quem participou de atos de corrupção vai ter de responder por eles. Essa é a regra no Brasil. Porque você veja, a gente olhando os dados que vocês mesmos divulgam nos jornais: se em 96, 97 tivessem investigado e tivessem, naquele momento, punido, nós não teríamos um caso desses, um funcionário da Petrobras que ficou, durante mais de dez anos, mais de vinte, quase vinte anos, praticando atos de corrupção”, afirmou Dilma após receber cartas credenciais de embaixadores estrangeiros.
“A impunidade – isso eu disse durante toda minha campanha – ela leva água para o moinho da corrupção então, hoje eu acho que um passo foi dado no Brasil. E é esse passo que nós temos que olhar e valorizar”, enfatizou a presidenta.
Comparando o cenário atual com outros períodos, Dilma também fez questão de frisar que hoje os órgãos responsáveis pelas investigações têm liberdade de atuação, sem ingerência política em contrário. Ela citou as atuações independentes do Ministério Público e da Polícia Federal.
“Não tem ‘engavetador’ da República. Não tem controle sobre a Polícia Federal, nós não nomeamos pessoas políticas para os cargos da Polícia Federal. E isso significa que junto do Ministério Público e junto com a justiça, todos os órgão do Judiciário, está havendo no Brasil um processo de investigação como nunca foi feito antes. Não que antes não existia. É que antes não tinha sido investigado e descoberto, porque quando você investiga e descobre a raiz das questões, surge, e quando surge a raiz das questões você impede que aquilo se repita e que seja continuado.”
A presidenta ainda esclareceu que é necessário que se perceba a diferença entre as empresas e quem praticou corrupção, para que se punam os culpados mas se preserve a geração de empregos no País.
“Quem praticou malfeitos foram funcionários da Petrobras, que vão ter de pagar por isso. (…) As empresas, os donos das empresas ou os acionistas das empresas vão ser investigados. Porque a empresa não é um ente que esteja desvinculado dos seus acionistas. Nós iremos tratar as empresas tentando, principalmente, considerar que é necessário criar emprego e gerar renda no Brasil. Isso não significa, de maneira alguma, ser conivente ou apoiar ou impedir qualquer investigação ou qualquer punição a quem quer que seja, doa a quem doer”, declarou.

Mais informações »